Márcio, 18, Belo Horizonte - MG - Brazil

­ ­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­ ­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­­ ­
­ ­
­ ­
+
marcin

jazzedoodles:

My sort of revamp of “Movie Night”



metastasisedmalaise:

awwww-cute:

W e recently adopted a couple of kittens. This one, Starbuck, enjoys chewing on books

dear fucking god


Bem, você ficará sem um título adequado mesmo.

Bem, não sei nem como iniciar esse texto, talvez eu demore minutos, horas, quiçá dias ou semanas. Eu estava perdido em um local e espaço que nem eu mesmo sabia, na verdade não sei se de fato eu ainda posso estar, bem, vamos então ao assunto que me fez vir até aqui e escrever este trechinho de vida mesmo que pequeno!? Eu tive dois momentos vivenciados que nunca havia passado nesses dezoito anos vividos, o começo e o fim, é, exatamente isso. Eu fiquei em uma relação onde já haviam dúvidas, quando houve o rompimento me veio mais um turbilhão de dúvidas, mas fazer o que!? Ninguém nasce sabendo como agir ou não agir em determinada situação, eu dei tanto de mim pra tudo isso acontecer, lembro de <b>todas</b> as coisas que eu fiz por você, lembro que muitas das vezes discutíamos porque queríamos o melhor pro outro e as mudanças vinham acontecendo gradativamente. Hoje em dia eu sento do lado do meu mundinho, você se senta do lado do seu e eu me fico a perguntar se aquele mundo, se aquela confiança, se tudo aquilo que eu depositei em você foi em vão, se essa raiva que alguém está “sentindo” faz algum “sentido”. Me desculpe, eu não fiz mais que o meu dever como homem de procurar você depois de dois anos juntos, eu fico a tentar entender o porque disso tudo, fico e ficarei de agora até… Bem, como eu não tenho as respostas pra tudo, deixo aqui essa minha pergunta, embora você nunca vá ler isso.

Depois com paciência, haverá continuações…


1 month ago · 0 notes · reblog

"Quando alguém te magoa você tem duas opções: Não perdoar ou se vingar e ser feliz por alguns instantes ou perdoar e ser feliz a vida inteira."


Viva todo o seu mundo
Sinta toda liberdade
E quando a hora chegar, volta
Que o nosso amor está acima das coisas
Desse mundo…


2 months ago · 0 notes · reblog

2 months ago · 0 notes · reblog

Sempre essas mesma história que nesse padrão hoje que estabelecemos, que na teoria se “aplica” a todas as situações.


2 months ago · 0 notes · reblog

Não tá dando mais pra suportar o fato de você não querer conversar comigo, te ver todos os dias e lembrar que aquela semente que plantamos durante um tempo hoje está guardada em algum lugar em que o orgulho jamais deixa você acessa-la, isso mata, isso corrói, isso não dá mais pra suportar.


2 months ago · 0 notes · reblog



“Se você está pensando,
Que eu estou me importando,
Claro que eu estou!
Eu não sou feito essa gente,
Que ama e, de repente,
Tchau, e se acabou…”
- Vinicius de Moraes.     (via errografa)


2 months ago · 0 notes · reblog